19 dicas sobre como sair do vermelho

Estar no vermelho significa que o saldo da nossa conta é negativo. Muitas pessoas se encontram no vermelho e percebem o quanto é difícil sair dele, por isso fazem essa pergunta: como sair do vermelho? Para isso você precisa tomar algumas atitudes.

Muita gente se acomoda com a dívida acreditando que não tem mais como quitá-la. Mas se fizer isso, ela vai crescer gradativamente devido aos juros.

Essa situação afeta sua qualidade de vida e da sua família. Imagine entrar para o SPC e não ter mais a liberdade de usar seu nome em diversas compras porque ele está “sujo”.

Pessoas endividadas são mal vistas pelo comércio. Até mesmo para conseguir um financiamento tem dificuldades. Mas, não se desespere, há diversas alternativas viáveis para ajudar você a limpar seu nome.

Mas para isso você terá que abrir mão de algumas coisas. Saiba que tem como pagar suas dívidas, é só se organizar e aplicar algumas estratégias simples para conseguir pagar todos seus credores. Veja algumas dicas sobre como sair do vermelho.

19 dicas sobre como sair do vermelho

1. Planeje, economize e controle

Mantenha o controle das despesas e receitas da sua residência, desenvolvendo um orçamento familiar mensal. Desta forma, poderá manter os gastos dentro de suas possibilidades.

2. Anote todos seus gastos

Liste toda a quantia que está devendo, para quem, há quanto tempo e quanto de juros. Liste também seus gastos e analise o que pode ser cortado mensalmente. Anote tudo o que comprar para não perder o controle.

3. Taxa de juros

Como sair do vermelho: Taxa de juros

Uma maneira de evitar entrar no vermelho é financiar as compras somente sem taxa de juros. Junte e dê uma entrada para as parcelas ficarem menores e sem juros.

4. Venda

Uma dica sobre como sair do vermelho é vender coisas que você não usa mais ou que não tem mais condições de manter, por exemplo: seu carro. Com o valor da venda poderá comprar um mais barato e com o que sobrar quitar suas dívidas. Aparelhos, como celular, televisão, vídeo game e tudo que tiver de valor para oferecer pode vender na internet.

5. Reduza seu cartão de débito e crédito

Se você não consegue controlar os gastos do cartão de crédito, cancele. Se possui vários cartões com dívidas, priorize pagar a dívida mais alta. Cair no cheque especial é um grande problema, pois a dívida vira uma bola de neve” incontrolável. Saiba que não há como sair do vermelho sem parar de usar o cartão.

6. Evite comprar por impulso

O consumismo é um terrível inimigo para quem está no vermelho. Pense antes de comprar se realmente necessita de tal produto. E escolha sempre não comprar, a não ser que seja algo de extrema necessidade. Saia de casa sem seu talão de cheques ou cartão de crédito, assim ficará mais fácil resistir à tentação de comprar.

7. Comece a cortar gastos

Corte todos os gastos supérfluos como TV a cabo, assinatura de jornais ou revistas, viagens, jantares em restaurantes, pedidos de alimentos por tele-entrega, etc.

8. Pesquise os preços

Adeque seus gastos a seu padrão de vida, comece a pesquisar os preços antes de comprar. Antes de ir ao supermercado faça uma lista de compras somente com o essencial. Diminua os gastos dos integrantes da família. Numa reunião combine todas as medidas que a família está tomando para tentar economizar. Com a ajuda de todos será mais fácil sair do vermelho.

9. Faça uma renegociação das suas dívidas

Como sair do vermelho: Faça uma renegociação das suas dívidas

Procure seus devedores, ou seja, bancos, financeira, amigo, e renegocie sua dívida tentando reduzir os juros. Saiba que não há como sair do vermelho sem renegociar as dívidas maiores. Parcelando o valor devido você pode conseguir pagar tudo que deve.

10. Pague em dinheiro

Pagamentos com cartão de crédito mascaram muito a impressão do valor real do que está se comprando. Por isso pagando em dinheiro estará visualizando seus gastos podendo evitar gastos supérfluos.

11. Planeje seu lazer

Evite passear em lugares onde tenham lojas e restaurantes como os shoppings. Prefira passeios em locais como parques públicos, praças, museus, casa de amigos ou parentes, exposições, eventos gratuitos, entre outros. Assim economizará para investir no pagamento da sua dívida.

12. Use todo o dinheiro extra que você tiver

Aproveite o pagamento das férias e do 13º salário para pagar parte da sua dívida. Evitando comer fora de casa, comprar roupas sem necessidade e conversar menos no telefone poderá reduzir de forma considerável o valor das suas contas, assim poderá economizar nos gastos com água e eletricidade. Dessa forma, sobrará dinheiro no mês para atingir seu objetivo de sair do vermelho.

13. Estabeleça metas

Cumpra o prazo determinado para o pagamento da sua dívida, pois ao atrasar as parcelas o juro cobrado fica mais elevado.

14. Aumente sua renda familiar

Realize atividades extras remuneradas para aumentar sua renda mensal. Peça para os membros de sua família fazerem o mesmo.

15. Pague suas dívidas todos os meses

Pague a cada mês pelo menos o valor mínimo de sua dívida, isso protegerá a sua pontuação de crédito.

16. Controle o saldo do seu cartão

Ao controlar o saldo do cartão de crédito frequentemente (a cada 10 dias), você estará a par de seus gastos podendo deixar de consumir além do que possui na conta.

17. Limite do cheque especial

Não utilize o limite do cheque especial como um segundo salário ou uma forma de quitar suas dívidas, pois só estará se endividando mais. Perceba que o cheque especial também tem juros.

18. Dinheiro aplicado

Se possuir um valor em aplicações, avalie a possibilidade de retirar este dinheiro para quitar totalmente ou uma parte da sua dívida. Assim sairá do vermelho.

19. SPC/SERASA

Se sua dívida já estiver no SPC ou SERASA, procure seus credores (financeiras, bancos, cartão de crédito, lojas, etc.) e negocie sua dívida. Após pagar a primeira parcela você deverá pedir para seu credor enviar uma notificação pedindo a retirada do seu nome do cadastro de inadimplentes. Se não souber a quantia certa da sua dívida ou desconhecer quem é o seu credor, compareça no SPC/SERASA com seus documentos (carteira de identidade e CPF).

Se você não sabia como sair do vermelho, agora sabe. Coloque em prática nossas dicas e boa sorte!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA