10 dicas de como vender pela internet

O que você acha de ganhar dinheiro vendendo pela internet? Bom, não é verdade! Mais para isto acontecer primeiro você tem que saber como vender pela internet. Saiba que é possível comercializar produtos através de uma loja virtual, um meio no qual as pessoas podem fazer a aquisição de um produto e acompanhar o processo de entrega. Sendo tudo realizado através da internet, o acesso pode ser feito de casa, do trabalho ou outro local que a pessoa esteja.

Além do computador de mesa, é possível acessar um site de compras através do smartphone, tablet ou qualquer outro dispositivo móvel. Diante de tantas facilidades fica a pergunta: como vender pela internet?

Como Vender Pela Internet

Para começar você precisa ter um site, ou seja, um endereço virtual onde você possa cadastrar os produtos para a venda, adicionando descrição, preço, cor, tamanho e outros detalhes se houver.

Depois que o site estiver pronto faça uma campanha de marketing digital para divulgar seus produtos e assim atrair clientes. É preciso agradar o consumidor para vender, seja qual for o negócio. Na internet também funciona assim.

No entanto, devido a particularidades dos negócios online, é preciso estar atento a fatores que são a condição principal de um negócio de sucesso. Caso contrário, por maior que seja seu esforço, as vendas na web podem não decolar. Confira agora 10 dicas sobre como vender pela internet:

1 – Estar bem informado sobre o sistema de vendas online

É de suma importância entender como funciona a sistemática de um e-commerce: quanto é, se é preciso investimento, como se relacionar com concorrentes, fornecedores e compradores. Também é fundamental definir sua estratégia de marketing.

A divulgação de seus produtos é um fator importante para que consiga consolidar vendas. Para isso, é necessário que comece com a elaboração de um Plano de Negócios, que testará a viabilidade do projeto reduzindo suas chances de fracassar.

2 – Ter um site totalmente funcional

Para viabilizar o processo de venda do produto, todas as ferramentas oferecidas no site devem funcionar plenamente. O cliente precisa ter facilidades ao entrar na loja virtual, isso se chama: usabilidade.

Caso contrário, ele desistirá, e isso é um problema, pois um cliente insatisfeito tende a não voltar. Os problemas mais comuns são: baixa resolução de imagem, site lento anúncios em tamanho exagerado, cores difusas que confundem a visão e letras com tamanhos nada adequados.

3 – Ser honesto

É importante o cliente ter um esclarecimento do sistema de venda para que ele não tenha dúvidas na hora de comprar. Por exemplo, sobre formas de pagamento, valor do frete e prazo de entrega. Informações corretas transmitem mais confiança.

Lembre-se que a loja virtual deve se adequar a legislação seguindo as regras do sistema de comércio virtual no Brasil. Registre seu nome, CNPJ e outros dados com o servidor de internet que fornecerá o serviço de hospedagem do seu site.

4 – Invista em logística

Na internet, não tem como se comunicar pessoalmente por isso o comprador fica na expectativa de que dê tudo certo na transação e que receba em casa o produto escolhido, através do correio.

Uma questão relevante é o tempo de espera, que deve estar dentro do prometido pelo site. A maneira de entrega do produto também é um ponto crucial que deve ser levado em conta sempre.

5 – Oferecer diversos canais de comunicação

Marcar presença nas redes sociais é outro fator muito importante, e ter um número de telefone, chat ou e-mail específico para o melhor funcionamento de seu negócio. Deixe bem visíveis no site seus contatos.

Se o empreendedor não saber desenvolver um site de vendas online é interessante contratar uma empresa para realizar esse serviço. É uma boa opção avaliar a possibilidade de criação de seu próprio blog, principalmente se ficar inserido em um mercado de nicho, como saúde, empreendedorismo e beleza.

Ele se tornará um negócio mais viável quando os conteúdos influenciarem o consumidor. Além de reunir o público de interesse do site, o blog ajuda a divulgar ofertas da loja virtual. É muito importante que seu comprador adquira acesso facilitado a seu site.

Para motivar-se a entrar em contato para sanar dúvidas referentes ao produto que almeja comprar. Para que não haja problemas de comunicação, todos os canais devem funcionar de maneira eficaz.

6 – Grupo de trabalho

Para tratar do material e da entrada de produtos na loja virtual é importante possuir uma equipe qualificada, que dominem várias áreas, como design e TI, além de marketing.

Todos os colaboradores engajados nesse processo de venda online devem estar integrados para que o objetivo final seja alcançado. No entanto, se o administrador do site tiver poucos funcionários trabalhando com ele, deve manter todos focados para que possam ter um bom desempenho.

7 – Divulgue sua loja virtual

Uma boa alternativa para começar a divulgar sua loja virtual é fazer uma pesquisa com os compradores para analisar o material que está disponibilizando e depois analisar todo o processo.

Isso permitirá que você possa avaliar se os cliques, visitas e as vendas aumentaram. Portanto, não há como vender pela internet sem divulgação. Há diversas formas de exibir anúncios na web: um deles é por anúncios através do Google.

Outra maneira é através das mídias sociais, usando anúncios patrocinados. E ambos os casos é preciso fazer um investimento em dinheiro, sendo que os resultados aparecem em médio prazo.

8 – Otimizar seu site (SEO)

Falando em SEO, tratamos de buscadores da internet, logo vem em mente o Google. Esse sistema consiste em otimizar uma página na internet e destacar o conteúdo para os buscadores.

Atualmente, quem precisa de alguma informação ou saber sobre um produto ou serviço procura na internet. Por isso, os empreendedores que tem um site na primeira página do Google tem mais visibilidade na internet.

Mesmo que seja um pouco lento, esse processo não pode parar e nem ser interrompido. Isso garante que seu negócio seja visualizado por muito mais pessoas, tendo como resultado mais vendas.

9 – Segurança online

Há várias empresas no mercado que realizam a “blindagem” de sites dos clientes. Além disso, trabalham com pesquisas de vulnerabilidades anti-invasões de rackers para assegurar operações online sem nenhum risco.

Dependendo do porte do seu negócio, analise todas as opções disponíveis diante do tamanho do seu empreendimento. No entanto, a segurança vem em primeiro lugar, essa garantia o cliente deve ter para que não tenha medo de comprar em seu comércio virtual. Esse é um fator importante dentro do processo de compra. Pois não há como vender pela internet sem segurança dos dados.

10 – Invista em gestão

Quando o cliente acessa sua loja virtual e clica no botão de comprar inicia uma operação complexa, que os clientes não veem, mas envolve logística, solicitação de pedidos, faturamento, relatórios, entre outros. Por trás do computador deve ter uma pessoa responsável por fazer essa mercadoria chegar ao comprador no menor tempo possível.

Estamos falando do trabalho por trás do site, que trata da estrutura física da loja virtual. É essencial estabelecer um processo de gestão bem organizado para assegurar que a todo esse sistema funcione plenamente.

Até mesmo a troca do produto deve ser prevista, assim como outros problemas que podem ocorrer no deslocamento do pacote até a casa do cliente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA